NOTE – Galeria de Arquitectura lança podcast “A Insustentável Leveza do Habitar

NOTE – Galeria de Arquitectura lança podcast “A Insustentável Leveza do Habitar “, a primeira emissão teve como convidado o encenador Jorge Silva Melo.

A pandemia causada pela Covid19 relembrou-nos que o futuro é sempre incerto. A recente experiência de confinamento e distanciamento social poderá trazer algumas transformações, tanto no habitar das cidades e dos espaços colectivos, como no habitar dos espaços domésticos. Neste contexto, realizaram-se uma série de entrevistas a vários pensadores, provenientes de distintas áreas de conhecimento, com as quais se pretende fazer um reconhecimento da forma como se vivem os espaços em tempos de crise e de consciência colectiva de incerteza. (Ana Silva)

Como se vive o espaço doméstico e o espaço urbano em tempo de confinamento?

De que forma as circunstâncias espaciais interferem na experiência individual do mundo ou condicionam a relação com os outros?

De que maneira, o contexto excepcional que vivemos, poderá alterar comportamentos ou as práticas do habitar no futuro?

 

 

Um projecto de Ana Sofia Silva e Bárbara Silva, para a NOTE_Galeria de Arquitectura.

 

_
01_JORGE SILVA MELO_ENCENADOR, DRAMATURGO, ACTOR E REALIZADOR
Ouvir a conversa no podcast _ A Insustentável Leveza do Habitar (aqui)

Este áudio é o produto de uma conversa entre o encenador Jorge Silva Melo e a arquitecta Ana Sofia Silva, que ocorreu no dia 22 de Maio de 2020. Conversaram sobre o espaço, sobre o habitar a casa em tempos de confinamento e sobre a condição moribunda da cidade, já anterior à situação provocada pela COVID19. Aqui fica o registo de um precioso testemunho de Jorge Silva Melo.

Jorge Silva Melo estudou na Faculdade de Letras de Lisboa e na London Film School. Fundou e dirigiu, com Luís Miguel Cintra, o Teatro da Cornucópia (1973/79). Bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, estagiou em Berlim junto de Peter Stein e em Milão junto de Giorgio Strehler. Tradutor de várias obras teatrais, é também autor de várias peças, crónicas, documentários, longas-metragens de ficção. Uma seleção dos seus artigos foi publicada pelos Livros Cotovia em 2008, com o título Século Passado. Fundou em 1995 os Artistas Unidos, de que é diretor artístico.

LINKS

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s